Constância 1ºencontro…..

Já lá vão uns anos quando conheci Constância, ainda não havia autoestrada tão pouco, e a vila era mais pequena mas com o mesmo encanto.
Lembro-me na altura de ter feito uma caminhada do Entroncamento para Santa Margarida, que junto dos meus colegas da A.E.P. (escoteiros) dei um mergulho no Zezere e atravessamos para Constância. Estavamos a fazer provas para uma actividade nacional da A.E.P. que consistia em descer o Tejo desde Alcantra (Espanha) até Vila Franca de Xira.

Foi uma viagem de barcos a remos de cerca de um mês de
duração, um mês cheio de peripécias, mas essa já é outra história…..

………..e assim me foi apresentada esta vila, vila que presenteio com pinturas das suas bonitas e tranquilas ruas passados cerca de 14 anos ……..

Anúncios

Centro Geodésico

Esta obra foi elaborada para o concurso de pintura de Vila de Rei, tendo sido admitida a concurso e exposta na Biblioteca Municipal de Vila de Rei.

Neste quadro pretendo exprimir um sol com uma rosa-dos-ventos no seu interior, e à sua volta as serras que o rodeiam, representados em forma de triângulos. Esta rosa-dos-ventos não é mais do que o centro geodésico de Vila de Rei onde duas aves transportam as suas cores e em baixo os símbolos do brasão da vila.