O Lagar da Várzea (ortiga)
O lagar da Várzea mais conhecido pelo lagar do Machado, onde já trabalhei, era na época de 1700 pertença de um “foro” da igreja, mais tarde foi adquirido pela casa agrícola “Rebelo” e em 1979 comprado pelo Sr. Machado por uma maquia de quinhentos mil escudos.

Tendo sofrido diversas modificações ao longo dos anos, está hoje em dia a ser remodelado novamente conforme as normas de higiene estabelecidas.
Inicialmente as mós eram movidas com a força da água e animais, passando posteriormente e já com o sistema de moinho de martelos a ser movido a motor diesel e mais tarde a electricidade.
Ainda hoje se usa no lagar da várzea as antigas presas hidráulicas, sem intervenção de centrifugação continuando a ser usado o processo de decantação natural.
Para além do trabalho e do esforço depositado neste lagar durante as campanhas que fiz, as melhores lembranças são o bacalhau assado pelo sr. Machado regado com o azeite puro acabado de ser transformado acompanhado por um copo de vinho em grandes companhias.
Anúncios